CHECK-IN INFORMATION

Qual a diferença entre Atendimento Psicológico e Orientação Psicológica


De acordo com a Resolução do Conselho Federal de Psicologia CFP 11/2012, o Atendimento Psicológico Online só é permito em casos de pesquisa. Do contrário, seu formato tradicional, dentro do consultório, não tem período certo para terminar, trata o paciente de forma ampla, acompanhando suas vivência e desenvolvimento, a frequência depende do que for acordado entre o Psicólogo e o Paciente. Na Orientação Psicológica Online, o trabalho é breve e pontual. O paciente apresenta a queixa/problema e como o próprio nome propõe, haverá uma "orientação" na melhor forma de minimizar qualquer sofrimento ou ainda, um encaminhamento, para um serviço que melhor atenda as necessidades do paciente.




Qual a vantagem de ser online?


Permite melhor utilização do tempo, pois você não precisa se deslocar até um psicólogo. Podendo acessar da sua casa, do trabalho, ou até mesmo do carro (por exemplo). Quem viaja com frequência, também tem a facilidade de poder fazer seus atendimentos online. Além disso, muitas pessoas sentem-se mais a vontade, para se expressar por meio da internet.




Quanto custa uma Orientação Psicológica Online?


Aqui nesse site, a primeira sessão (de no máximo 30 minutos) não é cobrada, e tem como finalidade, tirar eventuais dúvidas e permitir que o paciente tenha a oportunidade de sentir-se confortável. Essa sessão também deve ser agendada por e-mail clicando em "Contato". As demais terão duração de 50 minutos ininterruptos e o valor é combinado dependendo das necessidades de cada paciente.




Quando devo procurar ajuda?


Quanto antes procurar ajuda, melhor. As pessoas no geral, tendem a menosprezar seus sentimentos, entrando em problemas cada vez mais profundos. Não tenha vergonha de assumir que precisa de ajuda!




Qual o foco da Orientação Psicológica Online?


A Orientação Psicológica tem como foco ajudar em questões emocionais, como dificuldade em transição de fases da vida, ansiedade, estresse, timidez, autoestima, fobias, impulsividade, depressão, sexualidade, dificuldade de relacionamentos, perdas, morte, separação, obesidade, anorexia, dificuldade de se expressar, entre outros.